A extrema-direita ameaça romper os acordos de governação com o PP. A coligação está à frente de cinco Regiões Autonómas do país.