Israel apresentou hoje uma lista que identifica mais de uma centena de trabalhadores da Agência das Nações Unidas de Assistência aos Refugiados da Palestina no Médio Oriente (UNRWA) como alegados membros ativos do Movimento de Resistência Islâmica (Hamas).